Semanada >   H. Jackson Brown, Jr.
When you lose, don't lose the lesson

quinta-feira, junho 14, 2007

A insustentável leveza dos traquejos

Na perspectiva de alguma gente responsável os “problemas de tesouraria” devem ser encarados com agilidade, visto serem coisitas de somenos importância, normalíssimas, ao contrário do comum dos mortais que encaram como uma questão grave o facto de não haver dinheiro em caixa. Caso mais sério quando ampliado por acumulação de quase mil milhões de dívida, problemática resolvida com o expediente do lençol curto, já que “não se podendo endividar mais à banca, endivida-se junto dos fornecedores” - como se a edilidade fosse um caso de desenrasque tipicamente português de empresário de vão de escada entupido no crédito e a meio caminho de lhe fazerem uma espera ou de ter uma curta conversa com o “cobrador de fraque“. Ficamos, pois, absolutamente esclarecidos quanto aos métodos usados durante… uns 12 anos de cumprimento de serviço público. Muito, mas mesmo muito, pedagógico - e depois admiramo-nos do estado desta coisa desgraçada passados trinta e poucos anos…
Por isso, acho útil reproduzir aqui um excerto de uma nota, já com uns dias, que é também um desabafo que registei do Luís Tito, do Tugir. Se as pessoas - na qualidade multíplice de cidadãos, eleitores, consumidores, contribuintes - por milagre recuperassem as faculdades de raciocínio, talvez estas ligeirezas dos seres convencidos que são poderosos fossem corrigidas, para bem de todos - ou, se quiserem, para o Bem da Nação. A nota do Luís reproduz relativamente bem a teia em que as pessoas estão aprisionadas.
Haverias, meu caro, de ter de pagar a tua casa, os estudos dos teus filhos, a alimentação da tua família, os transportes do agregado e acrescentar a tudo isso as duplas tributações que chegam com os IMIS, as contas da electricidade, as contas da água, as taxas de saneamento e por aí fora, já não serias tão célere na adjectivação das preocupações dos teus pares.
Fosse o teu esforço e trabalho abocanhado todos os meses para pagares milhões de euros de estudos dos parques Mayeres deste burgo que agora vão para o lixo, milhares de euros gastos nas Empresas Municipais e nos gabinetes dos vereadores com gente que nem sequer lá põe os pés, outros milhares com viaturas de alta cilindrada e obras de fachada, logo verias o que é demagogia e populismo.
Blog Tugir

Etiquetas: ,

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



footer-letra