Semanada >   H. Jackson Brown, Jr.
When you lose, don't lose the lesson

quarta-feira, novembro 14, 2007

Blogs Pickoff

O fim das transacções?
Na prática, a procuradora-geral adjunta acredita que o segredo de justiça passou a ser “uma falácia” e, assim, a possibilidade de se investigar o crime organizado acabou, pois os criminosos terão acesso a todas as diligências da investigação. “Não faz sentido pedir uma escuta, uma vigilância, uma carta rogatória, se o alvo tem conhecimento desse pedido através do processo”.
(…)
Perante este cenário, Cândida Almeida prevê “a possibilidade exponencial do aumento do crime, nomeadamente do crime mais complexo, do organizado, do que tem uma dimensão internacional.” Da mesma forma que, acredita, as polícias internacionais “deixarão de partilhar informações de crimes internacionais com as polícias portuguesas, uma vez que aqui há acesso aos processos.”
Maria Cândida Almeida, directora do DCIAP, in Correio da Manhã
arrow-linkCódigo Penal > Correio da Manhã

filete-picotado

Obras Públicas
Mesmo perante o aumento das exportações de um novo tipo e com algum sucesso na atracção do investimento estrangeiro combinado com um tímido crescimento económico, os níveis de desemprego continuam muito elevados, nomeadamente se comparados com a tradição portuguesa de desemprego baixo e taxas de emprego elevadas. Hoje como no passado, este estrangulamento leva a que os Governos se vejam sistematicamente condenados a virar-se para as grandes obras públicas, também como almofada social.
(…)
Depois, um estrangulamento político. Se sobrepusermos uma curva da evolução do desemprego e uma curva com os resultados eleitorais legislativos, apercebemo-nos que quando o desemprego cresce quem está no poder tende a perder as eleições. Ora, o que os últimos anos demonstram é que sem grandes obras públicas o emprego em Portugal cresce pouco. O que, aliás, ajuda a compreender por que razão as oposições têm resistido tanto as decisões em torno do novo aeroporto ou do TGV. Há, contudo, uma outra dimensão de estrangulamento da esfera política: dada a importância das obras públicas, a autonomia da decisão política tende a ficar capturada pelos actores económicos envolvidos neste sector. Uma dependência que se acentua quando pensamos na ligação entre construção civil e financiamento da actividade partidária.
(...)
Porventura será difícil encontrar outro exemplo tão sintomático dos sérios bloqueios estratégicos que enfrenta o país. Antes se tratasse de um caso de desorçamentação.
Pedro Adão e Silva, in Diário Económico
arrow-linkSintomas de estrangulamento > Diário economico

filete-picotado

Etiquetas:

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



footer-letra