Semanada >   H. Jackson Brown, Jr.
When you lose, don't lose the lesson

terça-feira, maio 29, 2007

“João Silva está longe de o saber“

Creio que lhe palpita, mas na realidade não sabe. Não sabendo em concreto, mas convicto de que há coisas que o ultrapassam, João Silva acostumou-se à sensação de estar a ser vigiado, adaptou-se à ilusão de liberdade e não reage à possibilidade de ser manipulado. Consciencializou-se da sua impotência e deixou correr a fantasia da liberdade, da democracia, fazendo-se de idiota, para seu descanso, desde os tempos em que teve de resolver por si os equívocos implacáveis das relações humanas. Desenvolveu mecanismos de indiferença, interiorizou hierarquias de coisas essenciais, marcou-lhes os tempos e os limites, determinou rotinas, afivelou máscaras, assumiu papéis e fixou personagens a teatralizar em casa, na família, no emprego, no seu núcleo de relações e na atitude de sociabilidade. Sabe do palco ideal do fingimento onde vigoram os discursos e dramaturgias metódicas, com o intuito de o enganar. Sabe, pois, de que palavras é feito o enredo da mentira, que imita, tantas vezes, em desespero de causa, com o desejo de também ser escutado e bem sucedido. E sabe que não pode deixar de comprar o pão, de ter um tecto, de ter de pagar impostos. De se endividar para ter o que vê nas televisões, o que os outros têm. Sabe-se cercado. Sabe, João Silva, que há férias para gozar, natais para festejar, Páscoas para passear, filhos para educar. Doenças para tratar. Sabe, apesar de não parecer, que há a Europa e países emergentes e há melhor, muito melhor do que este pacote de falta de memória e de culpas que morrem solteiras. Presume, porém, dos culpados do nosso estado desgraçado. Tem fortes suspeitas, mas, na verdade, não sabe como e quem.
João Silva não sabe, por exemplo, do labirinto que nos levou a ganhar a liberdade e a perdê-la de seguida. Dos nomes que protagonizam o fio da memória e se inscrevem nas peças do puzzle das conspirações, dos golpes, das cobardias... E por isso é vigiado. Precisamente para a sua vida caber numa ficha, o que lhe outorga o direito a ter consciência, mas não podendo dizer nada dela. É… “João Silva está longe de o saber“, como escreve Pacheco Pereira no post com o título “Uma vida, uma ficha”.
João... mais longe do que imagina.

Blog Abrupto > Uma vida, uma ficha

Etiquetas: , ,

3 Comments:

At 3:12 da tarde, Blogger Zé Ninguém said...

Mas... Já leu o livro de Junho? Não leu? Vai comentar? Quer Chá com Scones?
Só postar! Só postar!Ai!

http://absolutamenteninguem.blogspot

 
At 5:38 da tarde, Blogger belinha said...

Isto é publicidade gratuita porque se votar na Bruxinha que queria ser selo dos CTT não ganha nada com isso!Mas ela agradece do fundo do caldeirão!

 
At 1:36 da manhã, Blogger Kaos said...

Está em curso uma greve de blogs para hoje. Se desejares participar passa pelo Wehavekaosinthegarden e copia a imagem´. Obrigado
abraço

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



footer-letra