Semanada >   H. Jackson Brown, Jr.
When you lose, don't lose the lesson

quinta-feira, janeiro 03, 2008

Não se preocupem…



… o Senhor Presidente está atento. Está atento desde o surto de desenvolvimento designado de "cavaquismo". É disso expressão o discurso do primeiro dia de 2008, que foi como música de cavaquinho para os meus ouvidos. Chá e misérias para nosso sossego - desde a falta de empregos até à incursão ao outro mundo, o dos vencimentos que afrontam as gentes do ordenado mínimo. É destes momentos de cooperação estratégica de invulgar representação e de afagamento do ego que andamos a precisar, para não sentirmos o desprezo que recai sobre nós por parte de alguns governantes outrora mais humanos. Sensibilizou-me a carinhosa preocupação demonstrada pela coisa abstracta dita de cidadão/votante/contribuinte, reconhecidamente desprotegido. E, sobretudo, agradou-me francamente a melhoria na dicção, pausada e de soletração silábica, como quem fala para gente infantilizada - que, mau grado, é mesmo inocente, apesar de aparentar um grau elevado de atrevimento popular. Merecemos, portanto, esta cortesia paternal, depois de tanto sacrifício, vai para uns vinte e tal anos, apenas para pagar um lugar cativo e assistir ao que nos transcende, por exemplo este espectáculo desonroso da nossa banca pública e privada.
-
Neste segundo dia do ano da desgraça - conforme anuncia o Dr. Soares -, retorno ao meu amigo Luís, o da Barbearia, que nos remete para um questionário sobre questões fundamentais, que transcrevo, às quais, quem achar oportuno, pode responder pelo email deste Vida, que de imediato remeterei para o Apartado digital da Barbearia do Senhor Luís:
Será possível reduzir a taxa de desemprego?
Os sacrifícios da última meia dúzia de anos garantem um futuro melhor?
Conseguirá o País aproximar-se do nível de desenvolvimento médio da União Europeia?
Os Portugueses percebem para onde vai o País em matéria de cuidados de saúde?

Sem mais que se diga da cena doméstica, entramos cantarolando a Internacional, a das vitimas da fome, qual utente de Rilhafoles, no terceiro dia do ano da anunciada desolação e no primeiro do barril de crude a 100 dólarzitos.

arrow-link Link A Barbearia do Senhor Luís

Etiquetas:

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



footer-letra